Pastor Anderson teria traído a esposa Flordelis

Uma nova bomba envolvendo a morte do pastor Anderson e a esposa dele Flordelis acaba de chegar a público. Isso porque, segundo informou o site Misturando, o motivo pelo qual os filhos teriam matado o pai a tiros na porta de casa seria por conta de uma traição por parte do religioso com uma transexual.

+ Gabriel Diniz: após trágica morte em acidente de avião, detalhe obscuro é descoberto

+ Claudia Rodrigues revela que Globo foi obrigada a lhe recontratar, entrega triste tratamento e faz afirmação bombástica: “Justiça foi feita”

Para quem não sabe, o Pastor Anderson foi cruelmente assasinado na porta de casa recentemente. O crime parou o Brasil e o marido de Flordelis foi parar em toda a imprensa. O filho da deputada assumiu a autoria do crime e revelou que um dos filhos adotados de apenas 18 anos também estava envolvido no crime bárbaro que tirou a vida de Anderson.

+ Famosos da Globo namoram pessoas do mesmo sexo, rejeitam rótulo de ‘gays’, mas são expostos

Vale dizer que o caso segue sendo investigado pela Polícia, que até aqui não condenou ninguém pela morte do pastor Anderson, esposo de Flordelis. O casal tinha mais de 50 filhos, sendo 4 deles biologicos e o restante adotados. Os rumores é que o pastor Anderson estaria tendo um caso fora do casamento, e o fator de ter sido com uma transexual, teria provocado grande irá e revolta por parte dos filhos do religioso.

Flordelis está sendo investigada pela morte do marido, Anderson do Carmo
Flordelis está sendo investigada pela morte do marido, Anderson do Carmo (Foto: Reprodução)

Já falando dos filhos do pastor, eles deverão ser transferidos ainda hoje para um presídio e o advogado deles já mandou avisar que vai entrar com recurso. Flavio dos Santos e Lucas dos Santos, filhos do pastor Anderson e de Flordelis seguem presos. Lucas teria sido o responsável por comprar a arma e Flavio admitiu ter atirado 6 vezes no padrasto. O advogado de Flávio ainda afirma que pedirá anulação da confissão, alegando que o rapaz foi coagida a assumir a autoria do crime.

Nesta terça-feira (25) a pastora concedeu uma entrevista coletiva pela primeira vez para falar sobre o assunto e afirmou que ninguém pode condenar os filhos dela pelo assassinato do pastor: “Não sei quem são os responsáveis ainda. Ainda não tivemos resposta. Ninguém pode afirmar que foram os meus filhos. Eu quero que seja algo esclarecido o mais rápido possível”, disse ela.